PUBLICIDADE

domingo, 21 de dezembro de 2008

Julgado AG/RG NO REspe Nº 34763 em 17/12/2008. Acórdão Desprovido

















Clique na imagem para ampliar
Parnarama cidade que tem seus defeitos suas qualidades, cidade querida por quem vive aqui, uma cidade de certa forma que não estar mais como antigamente, naquela época andávamos pelas ruas a hora que quiser, com um tempo isso veio mudando a rotina de quem vive aqui, essa cidade pacata não existe mais. Talvez seja culpa de nossos representantes políticos ou talvez seja culpa de nós mesmo que soubemos escolher bem os nossos representantes, veja que o grau de escolaridade dos políticos de nossa cidade caiu brusca mente nessa ultima eleição. Começando pelo prefeito que não tem nem o 1ºgrau completo (Ensino Fundamental), e os vereadores que a maioria nao sabem nem se expressar em publico e o prefeito que hora é prefeito e hora nao é por que estar perdendo todas nos tribunais, nessa semana ele foi diplomado quando estava comemorando o juiz da comarca de parnarama cassa o seu diploma por ter recebido um oficio de que nao poderia diplomar por que seus processos não foram julgados completamente e com isso fica aquela duvida quem assume será se é ele, sera se vai haver uma nova eleição ou quem assume é o 2º colocado tomara que a justiça seja feita e seja bem feita para que nao possamos pagar um preço alto depois, parnarama hoje é uma cidade que esta regredindo, a cada dia que passa esta dando um passo para traz rumo ao buraco negro pior do que aquele que se encontra no bairro agrovema na rua seis perto do parque de vaquejada o atual prefeito que nunca foi e nem sera tampado. acho que parnarama merece respeito por ser uma cidade linda apesar de que estam acabando com ela, parnarama-ma nao merece isso..

Espero que parnarama desperte desse grande pesadelo que vive hoje....

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Julgado AG/RG NO REspe Nº 35068 em 04/12/2008. Acórdão Desprovido

Recurso em que a Coligação União pelo Progresso de Parnarama(PMN/DEM/PCdoB/PRB/PSDB/PDT/PPS), entrou contra a decisão do TSE foi julgada na noite desta quinta feira e o resultado foi o seguinte
O Tribunal Superior Eleitoral, negou o Agravo instrumental interposto em face da decisão que negou seguimento ao recurso especial.

O Tribunal, por unanimidade, desproveu o Agravo Regimental, nos termos do voto do Relator. Votaram com o Relator os Ministros Arnaldo Versiani, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Felix Fischer e Fernando Gonçalves. Acórdão publicado em sessão.



fonte: TSE