PUBLICIDADE

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

'E se o Governador fosse outro que é Juiz' Qual seria o titulo dessa materia?

Materia retirada do "blogdodecio.com.br"
Temos clareza que o problema penitenciário não é localizado do MA; é nacional’, diz ministro. 
Em coletiva realizada no início da tarde no Palácio dos Leões na companhia da governadora Roseana Sarney (PMDB), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que o problema no sistema penitenciário não é exclusividade do Estado.
“Nós temos clareza que o problema penitenciário não é localizado do Maranhão. É um problema nacional. Mas isso não exime a responsabilidade de nós, o Governo Federal com a governadora Roseana Sarney, unirmos esforços, congregarmos ações e recursos para resolvermos esse problema”, disse Eduardo Cardozo.

Aluísio, Eduardo Cardoso, Roseana e Jamil durante coletiva. Foto: Geraldo Furtado
Antes da entrevista a governadora, o ministro, o diretor do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), Augusto Rossini, o presidente do Tribunal de Justiça, Jamil Gedeon, a procuradora-geral do Estado, Fátima Travassos, o vice-governador Washington Luiz Oliveira (PT), o senador João Alberto de Souza (PMDB) e os secretários Aluísio Mendes (Segurança), Sérgio Tamer (Justiça e Administração Penitenciário), Luiza Oliveira (Direitos Humanos) e Sérgio Macedo (Comunicação) participaram de reunião de trabalho para definir ações nas áreas segurança e penitenciária.
O ministro anunciou a aplicação de R$ 20 milhões na construção, em seis meses, de presídios em Bacabal e Pinheiro. Afirmou que o ministério já estuda a disponibilização de verbas para a construção de mais três unidades prisionais no Maranhão.
Disse ainda que todos os líderes de rebeliões no Estado serão transferidos para penitenciárias federais de segurança máxima. “Decidimos fazer uma forte integração no âmbito das políticas do Maranhão e Governo Federal na questão da ressocialização (dos presos)”, completou.
Eduardo Cardozo contou que todas essas medidas são emergenciais. Dentro de 15 dias será realizada uma reunião técnica em São Luís para definir uma política de segurança e penitenciária.
Do encontro participarão as secretárias nacionais de Segurança Pública e Antidrogas, o secretário nacional de Justiça, o diretor do Depen e os diretores-gerais da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.
O ministro fez questão de ressaltar durante a entrevista ter vindo ao Maranhão a pedido da presidente Dilma Roussef. “Nossa presença aqui é uma orientação da presidente. Se deve ao fato de estarmos solidários ao governo do Maranhão em relação ao desenvolvimento de suas políticas penitenciárias. Nós somos parceiros”, declarou.
Ele também parabenizou Roseana por conta de sua “disposição real e efetiva de tratar a segurança pública como prioridade”. “A governadora chamou pra si, do mesmo modo que a presidente chamou pra si, a responsabilidade dessa política. Designou uma equipe competente que trabalhará de forma integrada com outros poderes”, assinalou Eduardo Cardozo.
Comentario pessoal do blog NOTICIAS DE PARNARAMA E DE TODO ESTADO DO MARANHÃO.
É muito vergonhoso para os maranhenses que a segurança publica do nosso Estado seja tratada de forma tão desreipeitosa e se isso fosse comum em nosso estado presos matando os colegas de sela,rapaz é brincadera e se o governador fosse outra pessoa o juiz federal flavio dino como seria o titulo dessa materia???... é como diz Rui Barbosa “Quanto mais conheço os homens, mais admiro os cães”,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O BLOG NÃO SE RESPONSABILIZA PELOS COMENTÁRIOS, POREM NÃO ACEITA NENHUM TIPO DE COMENTÁRIO QUE VENHA A DENEGRIR A IMAGEM DE QUEM QUER QUE SEJA.