PUBLICIDADE

sábado, 17 de setembro de 2011

Noticias de Sabado

Defenda o seu estado! Brigue por Sarney!

Do blog do Nonato Castro (Chá de Quebra-pedra)
O assunto da moda nas rodas de conversas, sejam presenciais ou “internéticas”, é sem dúvida a troca do sem pescoço Pedro Novais pelo advogado Gastão Vieira, ambos deputados maranhenses, ambos do PMDB e ambos da cozinha do bigodudo José Sarney.
Devido ao nosso costume de jogar na boca as falas alheias, repetindo discursos e análises de segunda mão, perdemos uma boa oportunidade de analisar o que verdadeiramente acontece no Brasil e no Maranhão. Vejamos…
O Maranhão está sempre na rabeta de tudo. É um dos últimos colocados em todos os possíveis e imagináveis rankings. Perde em tudo e só abunda no babaçu e na força política de um de seus honoráveis filhos, o ilustríssimo José Sarney.
Imaginem quantas pessoas de norte a sul do Brasil não adorariam estar no lugar que José Sarney agora se encontra. Mandando mais no país do que na época em que era presidente?
A benção de "Don... Dono do Mar Corleone" ao Ministro do Turismo
A gente só ganha nisso!
Tenha orgulho de ser conterrâneo do Sarney. Ele é produto nosso. Tem a cara rosadinha igual ao Guaraná Jesus e quando sua pressão aumenta fica vermelhinho, parecendo um guará dos mangues maranhenses. Assombra muitos pensamentos no meio da noite, coisa feita também há vários séculos por Ana Jansen.
José Sarney ora parece que vai dançar, ora anda firme como pedra, rebolando frente às denúncias vindas dos quatro cantos do país. Saindo e entrando dos formigueiros investigativos num “canaviá” bem parecido com o do cacuriá. Está para a política assim como a nossa encantada serpente está para o estado. Uma cabeça venenosa com a ponta da cauda sensível, onde uma não pode encontrar a outra. Se o rabo aparecer demais, o estado corre o risco de ser destruído. Ou alguém tem dúvida de que nós ainda não fomos invadidos e colonizados pela esquadra piauiense, única e exclusivamente pela força de José Sarney?
Vejam a Argentina. Mesmo Maradona quase perdendo o nariz de tanto cheirar pó, ainda é amado e idolatrado pelos “hermanos”. Façam isso com José Sarney e qualquer outro maranhense que venha assumir algum ministério. O Brasil já tá lascado desde os tempos de Cabral, nada melhor que trocar um português mal intencionado por um patrício nosso com intenções bastante definidas e voltadas para o próprio umbigo.
Não esqueçam! Quando na roda de conversa surgirem as palavras: José Sarney, Ministério, Dilma, e Maranhão, defenda seu estado e seu conterrâneo. Lembre-se que muito do que somos devemos ao ex-presidente da República. Inclusive um dos últimos lugares relacionados à educação e uma pobreza infinda em todos os recantos do estado.


Pedido de intervenção em Timon por descumprimento de ordem judicial é extinto



Em sessão das Câmaras Cíveis Reunidas do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), nesta sexta-feira, 16, os desembargadores julgaram prejudicada – e consequentemente extinta – uma representação do Ministério Público estadual (MPE) que pediu a intervenção do Estado no município de Timon, por descumprimento de ordem judicial. O entendimento unânime, de acordo com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça, foi de que houve perda do objeto da ação, já que a determinação para exonerar uma servidora supostamente beneficiada em concurso público acabou sendo cumprida pela prefeitura.
Em conjunto com o Ministério Público do Trabalho, o MPE propôs ação civil pública contra o município de Timon, em maio de 2008. O objetivo era anular concurso público sob responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do Piauí (FUNADEPI), em razão de supostas fraudes para beneficiamento de candidatos. A Justiça de 1º grau concedeu liminar que determinou a suspensão das nomeações, bem como a anulação das já efetivadas.
INVIÁVEL - A fundação e o município entraram com recursos, este último alegando ser inviável a demissão de todos os concursados nomeados em 24 horas, por considerar que a medida poderia paralisar até serviços essenciais. Um dos recursos foi parcialmente deferido para permitir a continuidade dos concursados que não estariam envolvidos nas irregularidades apontadas, com exceção de outros cinco supostamente beneficiados.
O Ministério Público insistiu no prosseguimento da representação para intervenção e anexou ao processo cópia de nomeação de servidora, para argumentar que a ordem judicial ainda estava sendo descumprida.
Em sua defesa, o município afirmou que, dos cinco supostamente beneficiados, três nem sequer chegaram a ser nomeados, uma concursada não tomou posse e que a única nomeada foi posteriormente exonerada, juntando cópia da exoneração ao processo.
Parecer da Procuradoria Geral de Justiça entendeu que a causa do pedido de intervenção perdeu o objeto com a exoneração da servidora. Considerou prejudicada a ação e opinou pela extinção da representação. A relatora do processo, desembargadora Nelma Sarney, votou de acordo com o parecer da PGJ, tendo sido acompanhada pelos demais desembargadores que participaram da sessão.
(Ascom/TJMA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O BLOG NÃO SE RESPONSABILIZA PELOS COMENTÁRIOS, POREM NÃO ACEITA NENHUM TIPO DE COMENTÁRIO QUE VENHA A DENEGRIR A IMAGEM DE QUEM QUER QUE SEJA.