PUBLICIDADE

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

IFPI divulga Edital de Classificatório 2012.1

 
Estão sendo ofertadas 2.532 vagas nos cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio nos 11 campi da instituição. 
 
O Instituto Federal do Piauí lançou nesta quarta-feira, 28, o edital de seu exame Classificatório 2012.1, que oferece 2.532 vagas nos cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio nos 11 campi da instituição.
 
As inscrições serão realizadas de 24 de outubro a 18 de novembro,  no site do IFPI (HTTP://www.ifpi.edu.br) ou nos campi Teresina Central, Teresina Zona Sul, Floriano, Parnaíba, Picos, Angical, Corrente, Paulistana, Piripiri, São Raimundo Nonato e Uruçuí.
 
Os candidatos que estudaram em escola da rede pública de ensino ou de escola filantrópica, poderão solicitar isenção nos dias 13 e 14 de outubro.  Já os interessados em uma vaga no curso de Flauta Doce, no campus Teresina Central,  devem se inscrever, entre os dias 17 e 20 de outubro,  para realização do teste de aptidão, que será realizado no dia 23 do mesmo mês.  
 
Confira o edital:
 
A prova do Exame Classificatório será aplicada no dia 18 de dezembro, e  constará de 60  questões objetivas, de acordo com o Conteúdo Programático das disciplinas constantes no Edital.  Os candidatos inscritos para os Cursos Técnicos Integrados ao Médio e Cursos Técnicos Concomitantes/Subsequentes farão provas das disciplinas Língua Portuguesa e Matemática.
Autor: Assessoria de Comunicação

Roseana Sarney assina acordo para instalação de fábrica da Suzano em Chapadinha

http://www.chapadinhasite.com

A governadora Roseana Sarney assinou, ao final da tarde desta quinta-feira (29), no Palácio dos Leões, protocolo de intenções com a Suzano Energia Renovável para a implantação de uma unidade industrial de produção de pellets de madeira. O empreendimento será instalado no município de Chapadinha pela Suzano e está orçado em R$ 1 bilhão. Este é o segundo investimento do grupo no Maranhão. O primeiro é a fábrica da Suzano de Papel e Celulose que está sendo instalada no município de Imperatriz.

O presidente do Grupo Suzano, Antônio Maciel, explicou que o projeto compreenderá de três linhas de produção de pellets de madeira para energia, com capacidade aproximadamente de gerar um milhão de toneladas/ano cada linha. O início das atividades de produção está previsto para 2013.

O programa que deve gerar dois mil empregos diretos e pelo menos oito mil indiretos, ou seja, mais de dez mil empregos para a Região de Chapadinha”, completou o executivo do Grupo Suzano.

Os pellets são partículas desidratadas e prensadas de madeira moída. A maior vantagem da “peletização” é o de concentrar maior valor energético por tonelada. Portanto, é a forma mais eficiente de transportar biomassa por longas distâncias.

O secretário do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Mauricio Macedo, que mantém reuniões com os executivos da empresa desde o ano passado, também participou da reunião. Ele considerou a chegada de mais um projeto de grande impacto econômico-social para o Maranhão como uma prova da credibilidade que o Governo do Maranhão conquistou junto ao empresariado brasileiro.

O empreendimento significa mais novos postos de trabalho para o Maranhão e em especial para a Região de Chapadinha. Trata-sede uma energia renovável. Os pellets de madeira são produtos importantes para a Europa, que tem metas para redução do carvão mineral. Uma conquista para o Governo pela abrangência e desse porte o primeiro a ser implantado no país”, disse Maurício Macedo.

A Suzano Energia Renovável tem como objetivo atender à demanda crescente do mercado mundial por fontes renováveis de energia. Nesse contexto, a partir da produção de biomassa para energia, a Suzano Energia Renovável contribui para o objetivo de uma matriz energética mundial mais limpa e menos dependente dos combustíveis fósseis (como carvão mineral, petróleo etc.).

Os pellets armazenam o dobro de energia por tonelada quando comparados aos cavacos de madeira e podem ser utilizados em processos de queima conjunta com outro combustível – processo conhecido como cofiring. Por ser um tipo de biomassa é uma importante fonte de energia renovável. Pellets são partículas desidratadas e prensadas de madeira de eucalipto moída.

O empreendimento do Grupo Suzano em Imperatriz está orçada em R$ 4 bilhões. A unidade vai gerar em torno de 18,5 mil empregos, entre diretos e indiretos, além de sete mil somente durante a fase de construção da fábrica. A inauguração deverá começar no início de 2013.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

E agora Roseana?

Por Luís Pablo


Governadora Roseana Sarney
Governadora Roseana Sarney
Depois de mentir na maior cara dura sobre o repasse que a Escola de Samba Beija-Flor iria receber, o Governo do Estado do Maranhão foi desmentido ontem, 27, pelo Diário Oficial. Na publicação, a Secretaria de Estado do Turismo fará um repasse de 1.500.000,00 para Beija-Flor de Nilópolis, visando à concessão de patrocínio para participação no evento de desfile carnavalesco de 2012, no Rio de Janeiro. Que bacana!
A governadora Roseana Sarney e seu secretário de Comunicação, Sérgio Macedo, sempre negaram que o governo fosse repassar dinheiro dos cofres públicos para escola de samba homenagear os 400 anos de São Luís. Taí a prova!!!
Abaixo o Diário Oficial do dia 27/09 – Terceiros:

Sumiço em Matões

Irmão do prefeito Humberto Coutinho (Caxias), o presidente da Câmara de Vereadores de Matões, Ferdinand Coutinho (PSDB), desapareceu da cidade para não receber a notificação do juiz Rogério Monteles, que anulou a eleição dele para o comando da Casa e determinou que novo pleito seja realizado em 30 dias.
 
Blog do Décio Sá

Sindicato recebe proposta oficial do governo com novos prazos

A proposta do governo do Estado de reajuste da tabela salarial dos professores da rede estadual de educação foi entregue oficialmente no final da tarde desta quarta-feira (28) à direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública –Sinproesemma.
Diante de mais uma argumentação do sindicato, com relação aos prazos de pagamento das parcelas do reajuste de 20%, da 13ª à 25ª referência da tabela, o governo antecipou de abril de 2012 para março, o pagamento da segunda parcela, e de outubro de 2012 para setembro, o pagamento da terceira parcela.
O pagamento da primeira parcela, equivalente a 12%, foi mantido para o próximo mês de outubro, assim como os reajustes diferenciados na escala decrescente de 38,84% a 22%, da primeira à 12ª referência, e a incorporação de 20% da Gratificação de Atividade do Magistério (GAM) , beneficiando todas as referências da tabela.

Confira as tabelas abaixo:


TABELA DE OUTUBRO DE 2011


 

TABELA DE MARÇO DE 2012

 
Mais uma vez, o presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro, esclarece que o ponto em que chegaram as negociações com o governo, culminando com essa proposta de tabela salarial, foi fruto de muita luta da categoria, que fez uma greve difícil de 78 dias, e de muito debate entre a direção do sindicato e a equipe do governo, nas últimas semanas. Ele lembra que no início das negociações, o governo apresentou uma proposta de 26% de reajuste, parcelados em quatro anos, e mesmo no final desse período, o primeiro vencimento da tabela ainda estaria abaixo do piso salarial determinado pelo Ministério da Educação (MEC), que atualmente é no valor de R$ 1.187,00.

Diretores do Sinproesemma avaliam documento encaminhado pelo governo
“Houve, sem dúvida, uma evolução nos debates com o governo para melhorar a proposta, chegando aos números de hoje. O governo disse que chegou ao seu limite. Esgotamos todas as possibilidades de negociação. Agora temos que apresentá-la à categoria nas assembléias regionais para avaliação”, explicou o presidente.
Júlio Pinheiro também chama a atenção para os aspectos que foram considerados na proposta final. De acordo com o documento apresentado ao sindicato, o governo elenca alguns pontos como a disponibilidade de implantar uma força-tarefa conjunta para estabelecer um cronograma que implemente as solicitações de progressões e titulações dos professores que estão aptos a receberem os benefícios legais. Segundo o presidente, existem hoje cerca de 17 mil pedidos pendentes de progressões de professores, que deram entrada na Secretaria de Educação.
Além disso, ainda de acordo com a proposta, o governo se compromete em descentralizar o atendimento de juntas médicas, de São Luís para as regionais. “Atualmente, quando um professor precisa de licença médica, se desloca do seu município para a capital, onde o atendimento está centralizado”, explica o presidente.
Outro aspecto enfatizado pelo dirigente é quanto à continuidade da discussão do Estatuto do Educador, garantida na proposta apresentada pelo governo. “A discussão do Estatuto é fundamental para a categoria. Esse reajuste da tabela é uma medida emergencial, para atender à determinação do Piso, o aspecto mais importante são as definições que devemos assegurar em torno da carreira profissional com a aprovação do Estatuto do Educador, como por exemplo a incorporação da GAM e a ampliação dos percentuais de progressão e titulação”, avalia Pinheiro.

 

CONFIRA O DOCUMENTO:

 
  sinproesemma

Prefeita de Timon pede Socorro ao governador do Piauí

Foto: CcomSocorro e Wilson Martins

Socorro e Wilson Martins
O governador Wilson Martins recebeu na manhã desta terça-feira (27), no Palácio de Karnak, a prefeita da cidade de Timon (MA), Socorro Waquim. Os dois gestores conversaram sobre projetos comuns a Teresina e Timon, como o transporte coletivo via metrô.

“Queremos finalizar a troca dos trilhos do trecho que fica na entrada de Timon. Já temos autorização da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e precisamos agora da ajuda do governador para conversar com representantes da Transnordestina (empresa que explora a linha para transporte de carga)”, disse Socorro Waquim, que foi acompanhada pelo secretário municipal de Administração, Magno Pires.

De acordo com o governador, a melhoria do sistema metroviário de Teresina e, consequentemente, sua ligação com Timon,é prioridade do projeto enviado pelo Governo do Estado e pela Prefeitura Municipal de Teresina ao Ministério das Cidades dentro do eixo Mobilidade Urbana do Programa de Aceleração do Crescimento.



“Temos 130 milhões a serem investidos na ampliação da linha, na melhoria das estações e na integração com os terminais de ônibus. Além disso, estive em Brasília na última semana e o ministro dos Transportes, Paulo Passos, assegurou apoio ao projeto de trem regional, que deve ligar Teresina a Caxias”, relatou o governador Wilson Martins.

A prefeita de Timon também discutiu com o governador a possibilidade de casar a inauguração de duas mil unidades habitacionais do Residencial Novo Tempo na agenda de inaugurações que está sendo elaborada para a visita da presidenta Dilma Rousseff ao Piauí. O empreendimento teve investimento de R$ 740 milhões do programa Minha Casa, Minha Vida.

Socorro Waquim também convidou o governador para a inauguração da nova sede do Instituto Nacional de Seguridade Social de Timon, prevista para o dia 31 de outubro, com a presença do ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves.
( Com informações da Ccom ), retirado do blog Nilson Sá

Entrevistas de Roseana mostram despreparo


Por: José Reinaldo (ex-governador do MA)
Roseana Sarney, quando sente que seu governo não produz nada bom e que o Maranhão esta caindo pelas tabelas, tenta criar um factoide ou uma entrevista. Então chama o seu jornal e produz uma primeira página bombástica. Desta vez tentou informar os leitores que o seu governo deslanchou .
Isto é inusitado, pois ninguém havia notado. Deslanchou em quê mesmo? A área da saúde, ao invés de produzir tratamentos, só produz escândalos, com mais de R$ 700 milhões de contratos feitos por meio de dispensa de licitação. O que devia ser a exceção virou regra. E a CPL (Comissão Permanente de Licitações) existe mesmo? Antes de Roseana, não era assim que ocorria, quando a Comissão tinha que autorizar as dispensas. E vejam que o secretário apertado pela oposição na Assembleia Legislativa não conseguiu dar nenhuma explicação convincente.
Na educação, se examinarmos superficialmente, teremos logo a dura realidade do Enem que mostrou nosso estado em último lugar, com a pior escola do Brasil, fazendo companhia a mais duas entre as vinte piores. E nenhuma entre as vinte melhores (e o nosso vizinho Piauí com a segunda melhor do país). Nos indicadores sociais, nenhuma melhora. Apenas as evidências de que começamos a piorar.
Além disso, o Maranhão continua a ser um dos últimos do país na geração de empregos, a refinaria não vai para lugar nenhum, assim como o gás de Capinzal, a celulose e tudo o mais que constou da propaganda oficial do governo…
As estatísticas recentes do IBGE mostram uma triste realidade: o nosso estado é muito pobre e com o maior contingente de pobres e excluídos do Brasil… Em contraposição a isso, não custa lembrar, é possível um cenário diferente. Que o digam os dados do IPEA compilados no período em que governei o Maranhão, os quais tive a chance de compartilhar neste espaço em vários momentos.
Pois bem, como Roseana não tem o que dizer, ela resolveu reinterpretar – como só a oligarquia sabe fazer, diga-se de passagem – as estatísticas do IBGE. E resolveu afirmar que essas estatísticas estão erradas e que precisam ser lidas de outro modo, argumentando que o Maranhão não é pobre, já que possui o décimo sexto PIB do Brasil.
Portanto, em sua opinião, tudo é uma balela só.
Agora notem que, quando assumi o governo no início de 2002, o PIB maranhense, após oito anos da gestão dela, era apenas de pouco mais de R$ 15 bilhões. Quando saí, menos de cinco anos depois, ele havia dobrado para próximo de R$ R$ 32 Bilhões, o que caracteriza um crescimento chinês, maior que o crescimento que alcançou o Brasil e o nordeste.
Então ela diz que isto prova que o Maranhão é rico. Pode ser rico e pode ser muito mais, mas o que interessa para a população não é o PIB (Produto Interno Bruto), mas sim a renda per capita. Este índice sim mostra que o Maranhão tem a pior e a última renda per capita entre os estados brasileiros, abrindo para todos o grau de miséria e pobreza da população maranhense, principalmente nas áreas rurais e no interior do estado.
Isto ocorre pela falta de políticas públicas em favor da população, pois todas elas foram extintas pelo atual governo. E nos anteriores, nada existia. Portanto, governadora, onde está esse deslanche? Acredito que não é com esse tipo de entrevistas que irá convencer alguém de que o governo está funcionando. Melhor seria trabalhar um pouco, mas isso, temo, é pedir muito…
Na mesma peça, ela revela que não está contente com a presidente Dilma, que nem se abalou para inaugurar UPAS, o que é, na verdade, muito pouco para trazer a presidente aqui. O que Dilma gosta é de trabalhar muito e coordenar e tomar conhecimento de tudo. Não deixa passar nada. Com estilos diametralmente opostos e distintos, elas não têm muito que conversar.
A presidente quer acabar com a pobreza absoluta e Roseana diz que isto não existe, de jeito nenhum, não aqui no Maranhão. Dilma sabe que Roseana foi a única governadora do Nordeste que não foi, e tampouco mandou representante para a reunião com o presidente do Banco Mundial, cuja pauta era discutir um grande programa de financiamento daquela instituição para os estados combaterem a pobreza.
Todos sabem que o senador Sarney é fortíssimo, mas tudo tem limites, pois Roseana nem tenta ajudar. Então o que continuará acontecendo é que Dilma seguirá recebendo a governadora do Maranhão protocolarmente, mas se esta não se empenhar e não apresentar bons projetos, vai continuar apenas com promessas e de cara amarrada . Dilma é outro estilo, de muito trabalho, de enfrentamento e de luta. Muito diferente.
Para finalizar, comento o grande e alentador resultado nas pesquisas de intenções de voto nas futuras eleições para o governo estadual, publicadas pelo Jornal Pequeno no domingo: Flávio Dino desde já com 57% e vencendo seus principais adversários no segundo turno por grande diferença. Isto retrata bem o quadro político atual. A oposição tem um forte candidato, sem dúvidas.

GOVERNO E SINDICATO ENSAIAM MAIS UM GOLPE CONTRA A CATEGORIA!


Passados mais de quatro meses, desde que representantes do governo do estado e membros da direção do SINPROESEMMA iniciaram um processo de negociação, com o objetivo de apresentar uma nova proposta de Estatuto que proporcionasse a construção de uma tabela salarial, com vistas ao cumprimento da Lei do Piso Salarial, encontramo-nos, novamente, diante de mais uma tentativa de violação dos nossos direitos.

Nas últimas semanas, a diretoria do SINPROESEMMA (PCdoB/PT/CTB) tem tornado pública uma suposta disputa entre governo e sindicato, no que diz respeito à nova tabela salarial. No seu site oficial, têm sido publicadas várias propostas, com o objetivo de tentar passar para a categoria uma idéia de disputa entre patrão (governo) e empregados (sindicato). No entanto, essas estratégias não passam de um grande jogo de encenação, com o objetivo de fazer com que a categoria passe a achar que a proposta defendida, nesse momento, pelos membros da direção, representa a única alternativa possível. Portanto, companheiros, o que temos de ter clareza, nesse momento, é que essa proposta de tabela salarial, apresentada como definitiva pelo SINPROESEMMA, representa mais uma tentativa de golpe contra nossa categoria. Governo e direção do sindicato permanecem desde a última greve de braços dados, na defesa dos seus interesses políticos e financeiros, e o maior exemplo disso é essa proposta de tabela salarial que, de forma ardilosa, tenta legalizar uma brutal política de arrocho salarial e supressão a direitos adquiridos.

1- A proposta do governo/sindicato apenas finge implantar o Piso Salarial. Nossa tabela salarial é composta de 25 referências, e o governo propôs o congelamento salarial das 6 primeiras referencias (Classe 1). Em seguida, repete essa manobra nas referências da Classe 2. Só a partir da classe 3 é que o governo entendeu que deve conceder o interstício de 5% de uma referência para a outra. Isso é grave! Aceitando essa manobra, abrimos um precedente perigoso, pois o governo poderá, a qualquer momento, congelar toda a nossa tabela salarial, na medida em que a nossa política salarial não está regulamentada por um estatuto ou mesmo através de um PLANO DE CARREIRA. Sem a força da lei que regulamente a nossa política salarial, estaremos vulneráveis diante dos ditames de qualquer governo, que facilmente potencializará sua política de arrocho salarial e de negação de direitos.

2- Com a incorporação de parte da GAM ao nosso vencimento, o governo pretende neutralizar os reajustes previstos pela Lei do Piso, fazendo com que esse dispositivo perca a sua eficácia para nossos rendimentos. É preciso lembrar que o STF decidiu, em seu julgamento, que Piso salarial diz respeito ao VENCIMENTO. Quando o governo tenta incorporar a GAM ao nosso vencimento, é uma clara tentativa de driblar a legislação, buscando atingir o valor do PISO, sem conceder nenhum tipo de reajuste. Exemplifiquemos: A referência 19, segundo proposta no site do Sindicato, ficará com a remuneração de R$1.827,49(destaca-se 8% em set/2012). Nesse caso, aplicando-se a lei do piso e considerando-se a proporcionalidade das 20h, esse valor seria de R$ 2.265,43, ou seja, a aceitação da 1ª proposta gera uma perda mensal de R$ 437,94. Também não podemos esquecer que este valor deveria estar sendo pago desde jan/2011. Logo, o Estado tem que pagar é o retroativo e não parcelar para pagar até setembro de 2012. E o reajuste de 2012? Pois se somente em setembro do próximo ano pagará parte das perdas de 2011, é porque não quer cumprir a lei novamente em 2012.

3- As leis do PISO, do FUNDEB, a LDB e o PNE dispõem sobre a implantação do Plano de Carreira dos educadores, o qual significaria a garantia de valorização profissional e reajuste anual, mas a diretoria do SINPROESEMMA (PCdoB/PT/CTB) não faz qualquer alusão a isto: prefere, pelo contrário, em conluio com o Governo do Estado, usar a proposta de reajuste salarial como uma cortina de fumaça, para a nossa categoria não debater a questão central que é a REGULAMENTAÇÃO DA NOSSA CARREIRA PROFISSIONAL.

FIQUE LIGADO
 
- Dia 28 de abril foi depositado na conta do FUNDEB (REDE ESTADUAL) o montante de R $ 65,5 MILHÕES DE REAIS, referentes a um ajuste nos cálculos do FUNDEB (exercício 2010). Várias prefeituras, com os recursos extras que coube a cada uma delas, realizaram um rateio de parte desses recursos, pagando aos professores “x” reais em bônus. Na rede estadual, não se tem notícia de como foi utilizado esse recurso extra. O que a diretoria do SINPROESEMMA (PCdoB/PT/CTB) fez no sentido de garantir a realização do rateio desse recurso extra?

- A projeção de arrecadação de impostos feita pelo Tesouro Nacional mostra que o piso salarial dos professores brasileiros deve chegar a R$ 1.450,86 em 2012. O valor é 22% maior do que o definido pelo Ministério da Educação para este ano, de R$ 1.187,08.

- Hoje mais de 15 mil professores aguardam, há anos, a concessão do direito à PROGRESSÃO E/OU TITULAÇÃO. Durante todo esse período a DIRETORIA DO SINPROESEMMA limitou-se a entrar com ações na justiça.

- O governo está propondo distribuir 6 Milhões em bônus para as escolas estaduais de melhor desempenho. Isso significa que pretendem implantar a MERITOCRACIA NA REDE ESTADUAL DE ENSINO. Essa política trouxe sérios prejuízos aos nossos colegas de SP e MG, assim como aprofundou a crise educacional nesses dois estados.

- Por essas e outras manobras, hora perpetradas pelo governo estadual e hora pela diretoria do SINPROESEMMA (PCdoB/PT/CTB), é que a NOSSA CATEGORIA AMARGA, ANUALMENTE, PERDAS SALARIAIS E DE DIREITOS. Precisamos reagir e dar um basta em tudo isso, caso contrário, não teremos estrutura para suportar tanto desrespeito e humilhação. Desta forma, convidamos você, educador (a), a somar esforços conosco, no sentido de construirmos a ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DO MARANHÃO.




Considerações


1. Na tabela distribuída durante a greve, a própria diretoria do SINPROESEMMA não defendeu o interstício de 5% entre as 25 referências da tabela.

2. O que levou a diretoria do SINPROESEMMA a abandonar a tabela da greve, sem nenhuma discussão prévia com a categoria, e passar a defender a proposta governista?

3. Com a proposta de incorporação da GAM, quais serão os novos percentuais adotados? Por que nem governo e nem a diretoria do SINPROESEMMA evidenciam isso?

4. O MRP defende a tabela com a garantia do interstício de 5% entre as referências e a manutenção da GAM (100% e 130%)

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Quadro gravado por Luciano Huck no Maranhão será exibido sábado

Apresentador postou vídeo de sua chegada na cidade no seu FacebookApresentador postou vídeo de sua chegada na cidade no seu Facebook
O apresentador da Globo, Luciano Huck publicou hoje (28/09) em seu Facebook um vídeo gravado durante sua chegada a Caxias, cidade do Maranhão localizada a cerca de 60km de Teresina. Na postagem Luciano convida a todos a assistirem o programa do próximo sábado (01/10), onde irá ser exibida todas as gravações do quadro ‘Mandando Bem’ gravado na cidade na companhia da Banda Restart. José Wilson, de 39 anos, foi o contemplado e ganhou do programa um estúdio de musical para trabalhar na área.
AS GRAVAÇÕES
Luciano Huck desembarcou em Teresina no seu jatinho particular às 20h30 da segunda-feira (12/09) e ficou hospedado no Metropolitan Hotel, Centro da cidade. A banda Restart também veio para a surpresa e ficou no mesmo hotel. Logo cedo, na terça-feira, o apresentador e os integrantes do Restart seguiram rumo à Caxias em vans separadas. Já na cidade no estado vizinho, uma multidão e uma mega estrutura já esperavam por eles.
Caxias parou quase que totalmente para receber Luciano Huck. "Loucura, loucura, loucura... Esse foi um dos quadros mais bacanas que já fiz em toda minha vida. Adorei a história de José Wilson", comentou o apresentador global para a multidão.  As gravações seguiram a até a tarde e foi finalizada com um show em praça pública da Banda Restart.
.
www.180graus.co

A verdadeira história da quase saída de Aluísio

Membros o governo classificaram como “stress” os rumores sobre a saída do secretário Aluísio Mendes (Segurança) do governo. Aluísio Mendes permanece no governo. Por enquanto
O secretário entregou o cargo na sexta-feira por conta de um corte de R$ 30 milhões no custeio da pasta. A governadora, depois de uma nova conversa com Aluísio na manhã desta terça-feira, resolveu aceitar a demissão do auxiliar.
Ele também estaria chateado com a possibilidade do governo passar para a Casa Militar a administração do Helicóptero EC-145, atualmente no GTA (Grupo Tático Aéreo).
A governadora chegou a se movimentar no sentido de colocar o senador João Alberto, já nomeado para a Secretaria de Projetos Especiais, na Segurança.
O senador mandou recado dizendo que não aceitaria o posto e passou a atuar como bombeiro a favor de Aluísio. Amigo do demissionário, o secretário Ricardo Murad (Saúde) também passou a operar a favor da permanência de Aluísio.
Com a recusa de João Alberto e sem um nome para substituir o auxiliar de imediato, Roseana acabou cedendo. Passou boa parte da tarde reunida com Fabio Gondim para rediscutir o corte na Segurança.
Aluísio fica. Por enquanto. Ou até o próximo “stress”.

blog do Décio Sá

VOTAÇÃO NA CÂMARA DE VEREADORES DE MATÕES INDEFERE CPI


TEXTO E FOTOGRAFIA: ABDENALDO RODRIGUES / MATÕES NOTÍCIAS
Sessão na Câmara Municipal de Matões
Na sessão da Câmara Municipal de Matões, desta terça-feira (27), foi votada e indeferida por cinco votos a quatro o Requerimento de abertura de CPI, por parte da bancada de oposição, para apurar  supostas irregularidades na folha de pagamento da prefeitura de Matões.

O argumento usado pelo presidente da Câmara, o vereador Ferdinando Coutinho, juntamente com a bancada governista, para indeferir a CPI, foi a insuficiência de fundamentos concretos, ausência de critérios definidos, ausência de prazos e, principalmente, a delimitação do objeto, que se sustentava apenas em fatos abstratos. 

A base de oposição, que é formada por quatro vereadores, manifestou-se, dizendo que o presidente da casa não tinha fundamentação legal e jurídica para indeferir a CPI, cabendo-lhe apenas a atribuição de indicar a composição da mesma, já que bastava 1/3 dos vereadores para a aprovação. Ferdinando, por sua vez, reafirmou a ausência de critérios definidos, colocando que o documento apresentado pelos vereadores pró CPI era falso e suscetível de prisão para os autores: "Isso aqui (mostrando a lista) é documento falso e dá é cadeia", dando por encerrada a sessão.

Cartões de confirmação do Enem começam a ser entregues


Agencia Brasil com informações imirante
BRASÍLIA - Os cartões de confirmação de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 começam a ser entregues aos 5,3 milhões de candidatos a partir desta semana. A operação de distribuição iniciou hoje (27) pelas cidades do interior e, na próxima semana, chegará às capitais, segundo informou os Correios.
O cartão de confirmação traz as informações sobre o local onde o candidato irá fazer a prova e os horários. O documento precisa ser, obrigatoriamente, apresentado no dia do exame. As provas serão aplicadas em 22 e 23 de outubro.
Segundo os Correios, a entrega dos cartões não será afetada pela greve dos funcionários porque, no caso do Enem, foi preparada uma “operação especial” com logística específica. Além dos cartões, os Correios são responsáveis pela distribuição das provas do Enem, com apoio das polícias estaduais e das Forças Armadas

Oposição do Maranhão é desmoralizada pelo rock


retirado do Blog do Kenard
Eis a matéria da Agência Estado, na qual fica patente que a oposição do Maranhão é uma bosta. Primeiro, um desembargador amestrado, para esconder as denúncias contra Fernandinho, o filho do oligarca Sarney, decretou censura ao jornal O Estado de S. Paulo. Por último, as togas amestradas do STJ trataram de, num julgamento relâmpago, desmontar tudo que havia contra o mesmo Fernandinho.
E a oposição maranhense? Estava em Plutão. Nenhuma manifestação contra a miséria da Justiça para glória de Fernandinho foi realizada. A oposição do Maranhão é louca para sair nas páginas de O Estado do Maranhão, o jornal dos Sarney, ou na TV Mirante, a tevê dos Sarney. Faz muito bem o povo em não levá-la em consideração.
A oposição do Maranhão está no Rock in Rio: uma banda de rock e 100 mil pessoas. Pena que os maranhenses decentes não podem votar neles.
Leiam a matéria que desmoraliza a oposição maranhense:
Uma semana após ter o filho, Fernando Sarney, beneficiado por decisão judicial em processo que apura corrupção, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), foi alvo de críticas no maior evento musical do ano no Brasil, o Rock in Rio. A banda Capital Inicial dedicou a música “Que País É Esse” especialmente a Sarney durante críticas a “oligarquias que parecem ainda governar o Brasil” e a políticos.
“(Oligarquias) que conseguem deixar os grandes jornais brasileiros censurados durante dois anos, como O Estado de S. Paulo, cara. Coisas inacreditáveis”, disse o cantor da banda, Dinho Ouro Preto, ao anunciar a música. “Essa aqui é para o Congresso brasileiro, essa aqui, especial para José Sarney”, nominou o cantor, perante um público estimado em 100 mil pessoas.
A música “Que País É Esse?” foi composta por Renato Russo na década de 70, quando o País ainda vivia sob ditadura militar. Na época, Renato Russo tinha sua primeira banda de rock em Brasília, Aborto Elétrico, precursora do Legião Urbana. Com versos simples, a música se tornou um hit de protesto e de indignação. “Nas favelas, no Senado/Sujeira pra todo lado/Ninguém respeita a Constituição/Mas todos acreditam no futuro da nação/Que país é esse?/Que país é esse?/Que país é esse?”, diz a letra.
O Superior Tribunal de Justiça (STJ), na semana passada, anulou as provas da investigação da Polícia Federal, conhecida por Operação Boi Barrica, por ter considerado ilegais as interceptações telefônicas feitas, com autorização judicial, durante a operação. A decisão do STJ deixa a apuração da PF praticamente na estaca zero.
As escutas e informações colhidas sobre movimentação financeira levaram a PF a abrir cinco inquéritos e apontar indícios de tráfico de influência no governo federal, formação de quadrilha, desvio e lavagem de dinheiro. Fernando Sarney chegou a ser indiciado.
As revelações sobre a operação feitas pelo Estado em 2009 levaram a Justiça a decretar censura ao jornal. O desembargador Dácio Vieira, que mantém relações sociais com o senador José Sarney, proibiu o jornal de veicular reportagens da investigação da PF. No sábado do show, a censura completou 785 dias

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Assembleia de Imperatriz rejeita proposta parcialmente

Os professores da rede estadual de educação da região de Imperatriz decidiram aceitar parcialmente a proposta apresentada pelo governo do Estado aos trabalhadores. Em assembleia regional, realizada nesta sexta-feira (23), os professores concordaram com o reajuste na tabela salarial que varia de 38,84% a 12%, com vigência a partir de outubro, mas discordaram do parcelamento do restante do reajuste proposto de 20%, parcelado em duas vezes.

Os trabalhadores querem o pagamento da diferença do reajuste de 20% em uma só parcela. De acordo com a proposta, além do reajuste em ordem decrescente, de 38,84% a 22%, para as 12 primeiras referências da tabela salarial dos professores, o governo propõe reajustar em 20% as demais referências, sendo 12% a partir do próximo mês de outubro e o restante parcelado em duas vezes – abril e setembro de 2012.

Além de não concordar com o parcelamento da diferença em duas vezes, os professores também não aceitam a incorporação de 20% e 26% da Gratificação por Atividade de Magistério (GAM). Eles querem discutir amplamente com o governo a incorporação da GAM durante os debates em torno do Estatuto do Educador, que trata sobre a carreira do profissional de educação.

O resultado da assembleia foi encaminhado à direção geral do SINPROESEMMA, que aguarda a programação de assembleias das demais regionais, que também devem avaliar a proposta apresentada pelo governo, nos próximos dias.

mais informações; SINPROESEMMA

Juiz anula eleição da Câmara de Vereadores de Matões

Hosaías Oliveira, PDT de Matões

“O Flávio Dino está aliado à corrupção em Matões.” A declaração é do vereador Hosaias Oliveira (PDT) que passou dois meses na campanha percussora do hoje presidente da Embratur ao Governo do Estado em 2010.
Ele conta que as denúncias de funcionários fantasmas na prefeitura são “café pequeno” perto do que ainda está por ser revelado.
“Percorri esse Maranhão todo com o Flávio Dino pregando moralidade, mas me decepcionei ao ver que ele prefere estar aliado à Suely e ao Rubens Pereira, ou seja, das imoralidades. Eu não mudei. Sou o mesmo vereador e continuo pregando as mesmas coisas da campanha. Agora estou vendo que tudo não passou de uma grande farsa”, desabafa.
Hosaias afirma que pesou também para romper com a família Pereira e Flávio Dino o processo da eleição da Câmara ano passado.
O regimento da Casa marcava a eleição para o dia 15 de fevereiro deste ano, mas o grupo da prefeita antecipou o pleito para novembro de 2010. Tudo para favorecer o presidente Ferdinand Coutinho (PSDB), irmão do prefeito Humberto Coutinho (Caxias).
Por conta disso, em protesto, ele e o vereador Elinaldo Colaço (PSB) passaram oito dias confinados dentro do prédio da Câmara.
O juiz de Matões, Rogério Monteles, anulou ontem o processo eleitoral e está dando trinta dias para Ferdinand Coutinho realizar novo pleito. Leia o resumo da sentença:
ISTO POSTO, e por tudo mais que dos autos consta CONCEDO A SEGURANÇA para, em sede de tutela cautelar e definitiva, TORNAR SEM EFEITO a eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores do Município de Matões/MA, ocorrida em 9 de novembro de 2010, na qual foi eleita a chapa “Honestidade e Trabalho” composta pelos impetrados FERDINANDO ARAÚJO COUTINHO, CRISTIANE MARIA OLIVEIRA PINHEIRO DE MELO, WESLEY BRITO DA SILVA e JOSÉ DE ALMADA COUTINHO, permanecendo válidos os atos até então praticados, ordenando-se que na primeira sessão legislativa a que se suceder a intimação da presente sentença, o Poder Legislativo Municipal delibere sobre nova eleição, obedecendo os princípios da legalidade, publicidade e devido processo legal, devendo exercer as funções da Mesa destituída o vereador a que se refere o art. 25 §2° da Lei Orgânica do Município de Matões/MA, inclusive ultimando a nova eleição, a realizar-se, com a posse dos eleitos, tudo no prazo de até 30 (trinta) dias. Ainda que o valor da causa seja inferior ao teto mencionado no art. 475 do Código de Processo Civil, a eficácia desta decisão, salvo no tocante ao provimento antecipatório, depende de remessa necessária ao Egrégio Tribunal de Justiça do Maranhão, em face do princípio da especialidade no cotejo do artigo 14 § 1° da Lei n° 12.016/2009 (norma especial) com o artigo 475 do Código de Processo Civil (norma geral), salvo quanto ao cumprimento da liminar. Comunique-se a presente decisão a todos os impetrados nos termos do art. 14 da Lei n° 12.016/2009, bem como aos demais membros do Poder Legislativo Municipal. Intime-se o Município de Matões/MA por sua represente legal ou procurador judicial por Oficial de Justiça. Não havendo recurso voluntário, encaminhem-se os autos ao Egrégio Tribunal de Justiça do Maranhão, por ofício. Sem honorários advocatícios, eis que incabíveis na espécie (art. 25 da Lei n.°. 12.016/2009). 
Intime-se. 
Matões/MA, 26 de setembro de 2011. 
ROGÉRIO MONTELES DA COSTA Juiz de Direito.

(Com informações Décio Sá)