PUBLICIDADE

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Justiça Federal do CE anula 13 questões do Enem para todo o Brasil


Giselle DutraDo G1 CE


Decisão foi em resposta ao MPF que pediu anulação total ou parcial.
MEC diz que considera decisão excessiva e informou que vai recorrer.


A Justiça Federal no Ceará decidiu anular 13 questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que foram antecipadas por um colégio de Fortaleza. A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (31) e é válida para todo o Brasil. O Ministério da Educação informou que vai recorrer da decisão.
De acordo com a Justiça Federal, a anulação das 13 questões foi uma resposta à ação proposta pelo Ministério Público Federal (MPF), que havia pedidoo cancelamento total das provas do Enem ou, pelo menos, a suspensão parcial das questões envolvidas na polêmica.Foram anuladas as questões 32, 33, 34, 46, 50, 57, 74 e 87, da prova amarela do 1º dia, além das questões 113, 141, 154, 173 e 180, da prova amarela do 2º dia.'Decisão excessiva'O MEC considera a decisão excessiva e desproporcional e informou que vai recorrer. O Ministério ainda afirmou que a decisão é injusta e que vai lutar para que ela não se mantenha.

TSE pode cassar mandato de Roseana Sarney

 Por: Leandro Miranda, blog Marrapá
Desespero:Roseana Sarney está na fila de cassação do TSE
 
Desde a diplomação dos 27 governadores eleitos em 2010, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu pedidos de cassação contra 12. Nesta semana, o Plenário da Corte julgou o primeiro processo, contra a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), restando ações contra outros 11 chefes de Executivo estadual.
Por maioria de votos, os ministros decidiram manter a governadora no cargo por entender que não havia provas suficientes para determinar a cassação do mandato. O recurso contra Rosalba foi interposto pela coligação do candidato derrotado nas eleições, Iberê Ferreira de Souza. A coligação alegava que Rosalba teria praticado abuso de poder econômico e político e uso indevido dos meios de comunicação social, além de gastos ilícitos de campanha nas eleições de 2010.
Os outros 11 processos de cassação são contra Tião Viana (PT-AC); Teotonio Vilela (PSDB-AL); Omar Aziz (PMN-AM); Cid Gomes (PSB-CE); Siqueira Campos (PSDB-TO); Wilson Martins (PSB-PI); Anchieta Junior (PSDB-RR); Antonio Anastasia (PSDB-MG); Roseana Sarney (PMDB-MA); André Puccinelli (PMDB-MS); e Sérgio Cabral (PMDB-RJ).
Em sua maioria, os processos contra governadores se baseiam em acusações de abuso de poder econômico, abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação. Esses crimes e suas respectivas punições estão previstos na Lei das Inelegibilidades (Lei Complementar 64/90), podendo levar à cassação do diploma caso fique comprovada a prática.
No caso do abuso de poder político, essa conduta se caracteriza quando o mandatário de um cargo vale-se de sua posição para agir de modo a influenciar o eleitor, em detrimento da liberdade do voto, e utiliza da máquina administrativa em prol de determinada candidatura. Já o abuso de poder econômico consiste no financiamento direto ou indireto de partidos e candidatos, antes ou durante a campanha eleitoral, com o fim de prejudicar a legitimidade das eleições.
Maranhão
Roseana Sarney é alvo de dois processos que pedem sua cassação. O primeiro foi apresentado pelo candidato a deputado estadual em 2010 pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) José Maria da Silva Fontinele. Ele acusa a governadora de uso indevido dos meios de comunicação social para se reeleger.
No segundo processo, Roseana é acusada por José Reinaldo, candidato ao Senado em 2010, de violar o Código Eleitoral e a Lei das Eleições por suposta compra de votos e fraude por meio de convênios firmados pelo Estado. O relator é o ministro Arnaldo Versiani.

JORNAL PEQUENO DESTE DOMINGO NOTICIOU O FAVORITISMO DA PREFEITA SUELY PEREIRA EM MATÕES PARA 2012

Prefeita Suely Pereira lidera com folga corrida eleitoral em Matões

Na média dos cinco cenários pesquisados ela detém 58,28% das intenções de votos
Pesquisa realizada pelo Instituto Escutec no município de Matões entre os dias 15 e 16 de outubro dá uma folgada maioria de intenções de votos para a prefeita Suely Pereira (PSB). Na média dos cinco cenários eleitorais pesquisados com nomes estimulados ela aparece com 58,28% das intenções de votos. Já na pesquisa espontânea a intenção de votos na atual prefeita é de 48,5%. O segundo colocado fica com apenas 3,8% e 39,3% não sabem ou não responderam. A pesquisa ouviu 400 eleitores nas áreas urbana e rural do município.
No primeiro cenário, com quatro nomes na disputa, Suely Pereira detém 52,8%. No cenário com três nomes ela vai a 56,8%. E nos três cenários com apenas dois nomes na disputa ela fica entre 57,3% e 63,5% das intenções de votos. “São cenários que confirmam o favoritismo da prefeita Suely, resultado da aprovação do mandato e também da correta política de alianças liderada pelo grupo da prefeita”, avalia o deputado estadual Rubens Pereira Júnior (PCdoB).
De fato a pesquisa mostra que a imensa maioria da população de Matões aprova a gestão da prefeita Suely Pereira. 73% dos matoenses dizem aprovar o governo contra uma desaprovação de 25,8%. O Instituto quis saber também que avaliação os eleitores fazem das políticas públicas de saúde, educação, limpeza e infraestrutura. 52% aprovam a saúde pública; 72,8% aprovam a educação; 68,3% aprovam a limpeza pública; e 63,3% igualmente aprovam a infraestrutura. Vem daí, afirma o Instituto, o elevado índice geral de aprovação.
Segundo análise do Instituto, a pesquisa revela um quadro de satisfação da população com o rumo geral das coisas no município e permite afirmar um forte favoritismo da prefeita Suely Pereira faltando pouco menos de um ano para as eleições de 2012.
Gratificada – A prefeita Suely Pereira disse que recebeu com “muita alegria” os dados da pesquisa Escutec, mas sobretudo com “sentimento de gratidão ao povo” e também de “sensação de estar cumprindo bem com o seu dever de prefeita”. O fato de liderar, ela mesma adverte, não pode criar nenhum clima de já ganhou, mas “ao contrário deve servir para aumentar o trabalho e as alianças políticas para que Matões continue no caminho certo”.

Matões Noticias

Governador assina emenda ao Projeto que implementa o Piso dos professores

Após concluir a discussão com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) acerca das mudanças que devem ser feitas no Projeto de Lei que trata da carreira do magistério e da implantação do Piso Salarial Nacional, o governo do Estado assinou uma nova mensagem para alterar o texto do projeto nos itens que, segundo o sindicato, prejudicaria consideravelmente a carreira dos educadores.

A mensagem foi assinada pelo governador do Estado, em exercício, Washington Oliveira, e entregue ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Arnaldo Melo, em solenidade realizada no final da tarde desta sexta-feira (28), no Palácio dos Leões, com a participação de várias autoridades do governo, entre as quais, o secretário de Educação, João Bernardo Bringel e o secretário de Planejamento, Fábio Gondim. Também participaram os deputados estaduais, Francisca Primo (PT), J. Pinto (PR) e Roberto Costa (PMDB).

A mensagem contém emenda ao Projeto de Lei mantendo as dez referências do grupo do magistério que foram suprimidas no texto original do PL e, diante da incorporação de 20% da Gratificação por Atividade de Magistério (GAM), também altera as alíneas referentes às diferenças da gratificação, estabelecendo 75% para os professores do nível médio, que recebem 100% de GAM, e 104% para os professores do nível superior, que recebem 130%. No texto original do PL, o governo reduziu as diferenças da GAM para 66% (nível médio) e 83% (nível superior).

O presidente da Assembleia, deputado Arnaldo Melo, prometeu dar celeridade ao processo de votação do Projeto de Lei, com a emenda adicionada, para que o reajuste do Piso Salarial seja aplicado imediatamente.

O governador Washington Luís, que substitui a governadora Roseana Sarney, interinamente, no comando do Estado, disse que esse ato é de grande importância e significa uma abertura de novas perspectivas de diálogo e discussão com a classe trabalhadora no estado.

O presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro, participou da solenidade, representando todos os trabalhadores da rede estadual de educação. “Esse ato é o resultado de 78 dias de greve e luta dos educadores e da convicção do sindicato de que é necessário fazer o debate público das questões relativas à educação. Mas é preciso dar passos mais largos. A valorização profissional deve estar associada à carreira profissional. Esse ato é uma etapa inicial desse processo, que tem o Estatuto do Educador como eixo central, o qual esperamos que seja discutido e aprovado para que essa união entre carreira e valorização seja sacramentada”, ressaltou o sindicalista.
 
Depois de dias difíceis de luta e negociação até chegar ao ato de assinatura da mensagem, o diretor de comunicação do Sinproesemma, Júlio Guterres, avalia que pela primeira vez o governo do Estado recebe a direção do sindicato: "é importante a sensibilidade do governador em convidar e receber  os dirigentes em ato de assinatura da modificação do Projeto de Lei".

SIMPROESEMMA

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Rubens Pereira fala sobre denúncias de funcionária fantasma em Matões


Depois de ver a administração bombardeada pela oposição que propaga a informação afirmando que a dona de casa Aura Valésia Matos de Oliveira, mãe da cantora piauiense Patrícia Mellodi (mulher do diretor da Globo Márcio Trigo, que dirige “Os Caras de Pau” e o “Programa do Faustão”), era funcionária fantasma da prefeitura Municipal de Matões ganhando salário de R$ 2,2 mil, o ex-deputado Rubens Pereira(na foto ao lado da esposa), marido da prefeita Sueli Pereira, se manifestou sobre o caso na manhã desta quinta-feira, 27. Rubens explicou que passou esses últimos dias investigando como ocorreu o fato tão amplamente divulgado na mídia.
O ex-deputado afirmou ter descoberto que a dona de casa Aura Valésia Matos, que mora na Fazenda Estados Unidos, no município piauiense de Palmeirais (PI), foi uma indicação do vereador Hosaias Oliveira (PSD), atualmente um dos principais opositores do governo, quando este ainda era da base de sustentação da prefeita na Câmara Municipal. “Ele a indicou para o gabinete em substituição ao pai dele que na época estava com um débito no banco e não podia ter seu salário passado pela conta sob pena de ser confiscado”, afirmou Pereira.
Rubens observou que muita gente não sabe, mas a dona de casa Aura Valésia Matos é tia do vereador Hosaias. Irmã do pai do parlamentar. Diferente do que vem sendo publicado, Rubens Pereira colocou que o salário dela como assessora no gabinete da prefeita não era de R$2,2 mil, mas de R$750,00.
De acordo com o ex-deputado a nomeação de Aura Valésia somente aconteceu porque a prefeita acreditou no vereador que a indicou. Por conta desse fato, Rubens acredita que o parlamentar já na época da nomeação, poderia estar tramando contra a atual administração municipal de Matões.
Rubens Pereira acrescentou que o governo municipal abriu inquérito administrativo para apurar o caso. Ele quer saber quem estava recebendo o dinheiro do salário de dona Aura Valésia Matos, tendo em vista ela contar que não estava sabendo da assessoria.
“Nós estamos investigando e até pedimos a ajuda do ministério público nesse caso. Quem estava recebendo vai ter que devolver o dinheiro aos cofres da prefeitura”, finalizou Rubens. 

(Blog do Elias Lacerda)

Homens assaltam casa da prefeita de Timon e fazem filhos de reféns

A ação dos bandidos aconteceu em Timon. Eles quebraram a casa toda atrás do cofre e levaram dinheiro e joias.

 
Atualizada às 11h30

Os homens que invadiram a residência da prefeita Socorro Waquim (PMDB) na noite de ontem estavam vestidos com coletes da Polícia Federal. Os assaltantes chegaram por volta das 22h, perguntando pela prefeita que estava em Goiânia (GO). Eles anunciaram o assalto e rendem os dois filhos da prefeita. Os assaltantes ficaram cerca de 30 minutos aterrorizando os filhos de Socorro Waquim em busca de dinheiro. Segundo a polícia, os assaltantes levaram dinheiro e jóia. A família acionou a Polícia Federal. 



Atualizada às 9h30


A residência da prefeita de Timon, Socorro Waquim (PMDB), foi invadida por seis homens fortemente armados e encapuzados por volta das 22 horas de ontem (26), no bairro Parque Piauí na cidade maranhense. Depois de render o vigia, os ladrões amarram os dois filhos da prefeita que estavam em casa: Ulisses e Amanda Waquim, além da namorada de Ulisses.


O sobrinho da prefeita, Alexandre Waquim de Assunção, afirmou que eram seis homens encapuzados, armados de metralhadoras e pistolas.

Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com

Socorro Waquim está em São Luis e seu marido, Setimo Waquim, em Brasília, onde exerce a função de deputado federal pelo Maranhão. 

Prefeita Socorro Waquim já foi informada do assalto

De acordo com a polícia, apenas na manhã desta quinta-feira(27), as vítimas compareceram ao Distrito para prestar queixa. No depoimento, eles relataram que foram amordaçados junto com a doméstica e trancados dentro do banheiro. Após revirarem a casa toda em busca de um cofre, que não existe, os bandidos deixaram o local levando pertences pessoais, algumas jóias e o circuito interno de monitoramento de imagens.
 

As investigações estão a cargo do 1º Distrito Policial e segundo os primeiros levantamentos, os cinco homens estavam numa Ranger, cor preta, e seriam do Pará. 

Alexandre Waquim

Ulisses Waquim, que é secretário de Esporte e Cultura, relatou que os ladrões perguntavam onde estava o cofre. “Eu dizia que não tinha cofre. Então, eles mexeram em toda a casa e viram que não tinha cofre e saíram.Eles estavam fortemente armados e com coletes”, disse Ulisses. 


Caroline Oliveira e Carlos Lustosa Filho
com informações de Péricles Mendel
carolineoliveira@cidadeverde.com

Governadora Roseana vai se licenciar do cargo a partir desta sexta

  O vice Washington Luiz Oliveira assumirá o cargo de governador interino pela primeira vez.

Pedro Sobrinho / Imirante.com  

SÃO LUÍS - A governadora Roseana Sarney (PMDB) deve se licenciar do cargo por dez dias, a partir desta sexta-feira, dia 28. Ela será substituída interinamente pelo vice-governador Washington Luiz Oliveira (PT). Essa será a primeira vez que a governadora se afasta do comando do Estado desde que assumiu no dia dia 1º de janeiro.
Roseana deve fazer um check-up em São Paulo e pode aproveitar para fazer uma pequena cirurgia de correção no canal de lacrimejamento dos olhos.
A governadora Roseana deve voltar às atividades no dia 7 de novembro. A Secretaria de Comunicação do Governo ainda não se pronunciou oficialmente sobre a licença da governadora e a motivação do afastamento temporário do cargo.
Roseana e o vice-governador Washington Luiz participaram na manhã desta quinta-feira, (27), ao lado do ministro Edison Lobão (Minas e Energia), do lançamento da segunda etapa do programa Luz Para Todos no Maranhão.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Matões, Parnarama e São Francisco preferem ficar com a saúde de Timon

A Secretaria Municipal de Saúde de Timon não tem serviços tão ruins quanto alardeia a oposição da cidade. Pelo menos é este o entendimento dos municípios de Matões, Parnarama e São Francisco. Os gestores de saúde das três cidades pactuaram em São Luis para se desvincularem da macro-região de Caxias e integrarem os serviços de saúde de Timon.

A decisão tomada pelos três municípios dos Cocais para integrarem a região de Timon foi tomada durante reunião do Plano de Pactuação Integrada que acontece esta semana em São Luis envolvendo vários municípios do estado. A medida vai beneficiar Timon tendo em vista que agora, oficialmente, o município será reconhecido pelos serviços que já vinha prestando a Matões, Parnarama e São Francisco em vários setores da saúde.


O Secretário Neto Neiva
(foto) comemorou a decisão na capital maranhense. Ele acrescentou que agora poderemos ser uma Macrorregião.
“Esta conquista é o reconhecimento do trabalho quem vem sendo feito na saúde de Timon. Pois mesmo em dificuldades financeira temos feito o possível. Além deste reconhecimento, outra prova de que não vamos mal é a greve decretada pelos médicos em Teresina, um problema que os timonenses não estão passando por conta de acordo que fizemos com a categoria”, acrescentou o secretário. 



Do Blog do Elias Lacerda-portal az

Reajuste será pago em folha suplementar, diz governo


A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) cobrou do governo do Estado o pagamento do reajuste salarial dos professores, na faixa de 38,84 a 12 %, conforme a proposta de tabela para outubro deste ano, que prevê a recomposição dos salários em cumprimento à Lei do Piso.

A cobrança foi feita em reunião ocorrida nesta segunda-feira, 24, na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), com o secretário João Bernardo Bringel, da qual participaram o presidente do sindicato, Júlio Pinheiro, e os diretores sindicais, Júlio Guterres, José Brússio e Carlos Mafra.
Após a reivindicação dos diretores, o secretário se comprometeu em pagar o reajuste em folha suplementar, que poderá sair ainda neste mês de outubro ou no início de novembro. O governo deve informar ao sindicato, nos próximos dias, qual será a data exata para o pagamento do reajuste.

Mais uma vez, foi confirmado o recuo do governo em submeter à votação do Legislativo o Projeto de Lei 248/2011, que trata da reestrutura da carreira do magistério e que prejudica a categoria, com redução da Gratificação por Atividade de Magistério (GAM) e extinção de 10 referências funcionais. O PL foi encaminhado à Assembleia Legislativa, há cerca de três semanas, à revelia dos trabalhadores, mas, diante dos protestos do sindicato e da categoria, houve um recuo do governo, que garantiu não autorizar a votação do projeto.

Estatuto do Educador

A direção do Sindicato também cobrou do secretário o envio do Estatuto do Educador à Assembléia Legislativa, já que o prazo do governo expirou no último dia 24, pelo acordo feito no final da greve com os trabalhadores. “Não foi possível, dentro do prazo, concluir o Estatuto. O prejuízo foi causado pelo próprio governo que não honrou seus compromissos”, ressalta Júlio Pinheiro, presidente do SINPROESEMMA.
Ficou agendada para esta quinta-feira, 27, uma nova reunião para a retomada da discussão sobre o Estatuto, onde serão definidos um cronograma de negociação e um novo prazo limite para enviar o projeto ao Legislativo.

simproesemma

Atenção, barnabés! Salário sai amanhã; feriado foi transferido para segunda

Já está confirmado para esta quinta-feira (27) o pagamento, pelo Governo do Estado, do salário dos servidores públicos. O adiantamento do crédito nas contas dos barnabés se deu porque sexta-feira (28) é o feriado do Dia do Servidor Público.

Mas nem precisava.

É que a governadora Roseana Sarney (PMDB) já assinou o decreto que transfere para a próxima segunda-feira (31) o feriado da sexta e, além disso, concede ponto facultativo na terça (1º), para ajudar a turma toda a “enforcar” o dia e prolongar feriadão com o Dia de Finados (próxima quarta-feira, 2).Assim, vai estar todo mundo com dinheiro no bolso e com um feriadão de cinco dias pra torrar tudo.

Acaba não, mundão!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

MEC divulga gabarito oficial do Enem

São quatro provas de múltipla escolha, com 45 questões cada.
Cerca de 4 milhões de estudantes fizeram o exame nos dias 22 e 23.


G1 São Paulo

Cadernos de provas do Enem (Foto: G1)Cadernos de provas do Enem (Foto: G1)
O Ministério da Educação (MEC) divulgou, na tarde desta terça-feira (25), o gabarito oficial da edição 2011 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizado neste sábado (22) e domingo (23). Os documentos estão disponíveis para download no site do Enem.
Na segunda-feira (24), o Inep havia divulgado os cadernos de provas utilizados pelos candidatos, divididos por cor.

Cerca de 4 milhões de pessoas fizeram as provas no sábado (22) e no domingo (23). No total, mais de 5,3 milhões de estudantes se inscreveram no exame, mas a abstenção média, segundo o MEC, foi de 26,4%, o que representa mais de 1,4 milhão de candidatos. O número bateu recordes neste ano.
Segundo o edital do Enem, o resultado individual das provas, que inclui a correção e nota da redação, será divulgado em 4 de janeiro de 2012.
Entenda o sistema de pontuação do Enem
O Enem usa um sistema de pontuação diferente dos vestibulares. A correção é feita com base na Teoria da Resposta ao Item (TRI), na qual cada questão tem um valor específico de acordo com seu grau de dificuldade. Isto significa que dois candidatos que tenham acertado o mesmo número de questões do Enem não terão necessariamente a mesma pontuação.
O Enem é composto por quatro provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, matemática e linguagens), cada uma com 45 questões cada, e mais uma redação.
Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que organiza o Enem, a TRI reduz as chances de acerto por "chute" das respostas do Enem. Na TRI, o foco é no item, como é chamada cada questão, e não no total de acertos. Aluno que mostra padrão de resposta médio ao longo da prova, se acerta uma questão de padrão mais difícil pode aparecer uma resposta aleatória.
Imagens do primeiro dia de provas do Enem 2011 (Foto: G1)Imagens do primeiro dia de provas do Enem 2011 (Foto: G1)
A TRI é o conjunto de modelos que relacionam uma ou mais habilidades com a probabilidade de a pessoa acertar a resposta. Cada item/questão é construído um modelo representado por três parâmetros: a discriminação (que ajuda a diferenciar a habilidade dos alunos), o grau de dificuldade e o acerto casual. Já o vestibular, como da Fuvest, por exemplo, utiliza a Teoria Clássica dos Testes (TCT). Quem acertar mais perguntas, soma mais pontos.
De acordo o sistema usado pelo Inep para cada item/questão é construído um modelo representado por três parâmetros: a discriminação (que ajuda a diferenciar a habilidade dos alunos), o grau de dificuldade e o acerto casual.
A TRI é usada desde 1995 nas provas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que mede o desempenho de estudantes do ensino fundamental e médio. A teoria começou a ser aplicada no Enem em 2009, para garantir a possibilidade de comparação das notas de diversos anos.
Prova bem feita e cansativa
Os professores de cursinho ouvidos peloG1 consideraram que as provas de ciências da natureza e de ciências humanas, aplicadas no primeiro dia do Enem, no sábado (22), mostrou uma evolução em relação aos anos anteriores. Eles destacaram que as provas de ciências da natureza e de ciências humanas apresentaram temas relevantes e cobrou mais conteúdo em relação a 2010.
Edmilson Motta, coordenador geral do Etapa, disse que o MEC trouxe um Enem mais aprimorado. “Houve uma evolução considerando os exames anteriores”, disse. Para Motta, a prova apresentou um aumento da exigência do conteúdo, mas o maior foco ainda estava no texto, que é parte decisiva do exame. “Sobre o grau de dificuldade não vejo nenhuma grande mudança em relação ao ano passado. É uma prova média que se dificulta mais pela extensão do que pelo nível das questões”, afirmou.
Luis Ricardo Arruda, coordenador geral do Anglo, afirmou que de modo geral, o Enem abordou temas relevantes, mas pecou com imprecisões em questões de biologia. “Em algumas perguntas [como a de número 52, da prova branca] o texto não dialoga com a pergunta, torna-se desnecessário, o que atrapalha o candidato, já que o tempo é um fator relevante.”
Enem - mosaico - dia 2 (Foto: G1)Imagens do segundo dia do Enem (Foto: G1)
O segundo dia foi considerado cansativo tanto para os estudantes quanto para os alunos. O exame reuniu 90 questões de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias, além da redação.

Simone Ferreira Gonçalves Motta, professora de português do Etapa, afirmou que ao tema da redação - "viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado" - permitiu que o aluno pudesse trabalhar em profundidade com a argumentação. "Não existe nada fácil quando se fala de elaboração de ideias, mas o tema é muito próximo do aluno e isso pode ter facilitado o processo."
Luis Ricardo Arruda, coordenador Anglo, disse que de modo geral a prova estava bem elaborada, porém em literatura, os professores do cursinho reclamaram que a banca se limitou a autores recentes. Em português, segundo ele, o maior problema para os candidatos foi o tempo. "Três minutos foram insuficientes para responder cada questão."
A prova de matemática trouxe muitas questões com gráficos e tabelas para buscar dos alunos a interpretação das imagens apresentadas. Também foram abordadas questões de geometria plana e geometria espacial.
Segundo o professor Felipe Rossi, do cursinho de A a Z, do Rio, as questões mais fáceis da prova de matemática são as relacionadas à conversão de medidas (como, por exemplo, a pergunta sobre o carro em miniatura e a mecânica do pistão), além da questão sobre o guarda-chuva, que pedia apenas o nome da figura geométrica do cone. Errar essas questões simples compromete o resultado final, por causa do sistema de correção do Enem.