PUBLICIDADE

sábado, 30 de junho de 2012

Justiça pede explicações ao Estado sobre jornada dos professores


A cobrança judicial do Sinpro-esemma pela correta aplicação da jornada de trabalho dos professores da rede estadual começa a gerar efeitos otimistas. A juíza da 4ª Vara da Fazenda Pública, Maria José França Ribeiro, pediu, no dia 22 de junho, explicações ao governo do Maranhão sobre o cumprimento da Lei Federal 11.738, a Lei do Piso, no que diz respeito à jornada de trabalho dos profes-sores, que manda reservar pelo menos um terço da carga horária de trabalho semanal da categoria para atividades pedagógicas extraclasses.
A ação foi ajuizada pelo sindicato, no dia cinco de junho, no Fórum de São Luís, cobrando do governo a aplicação da lei. A entidade sustenta que o governo do Maranhão não cumpre a Lei do Piso completamente.
De acordo com o presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro, o calen-dário escolar de 2012 determina 16 horas em sala de aula, o que fere a Legislação Federal, que estabelece “até o limite máximo de dois terços da carga horária” para as atividades de interação com os educandos. Pela lei, o trabalho em sala de aula seria de, aproximdamente, 13 horas e não de 16, como mantém o governo..“Os trabalhadores cobram uma decisão favorável da justiça. A lei do piso é uma conquista histórica que precisa ser cumprida e respeitada pelos gestores”, ressalta o presidente.
É a segunda ação ajuizada pelo sindicato somente este ano. A primeira, protocolada em fevereiro, um mandado de segurança, foi arquivada porque o relator alegou insuficiência de provas, mesmo com cópias do calendário escolar e de diários de classe, comprovando horas trabalhadas em sala de aula, anexadas ao processo.
Desta vez, trata-se de uma ação cominatória, com obrigação de fazer e tutela antecipada, ou seja, a ação solicita à justiça que o réu - governo do Estado - cumpra a determinação legal e seja penalizado pelo descumprimento, assim como seja assegurado o direito pleiteado pelo sindicato, de forma antecipada, até o julgamento do mérito da ação, que pode ser mais demorado.
Júlio Pinheiro está confiante no resultado da ação: “Esperamos que a justiça faça o Estado cumprir a lei. Acreditamos em uma decisão favorável aos trabalhadores, pois atualmente os professores cumprem uma jornada ilegal”. Ele explica ainda que desta vez, com essa ação judicial, é o Estado que deverá provar qual é a jornada de trabalho que os professores cumprem atualmente.
Simproesemma

Convenção do PTC confirma Edivaldo Holanda Junior candidato da renovação em São Luís‏


Festa da união em torno da renovação em São Luís, a convenção do PTC que oficializou a candidatura de Edivaldo Holanda Júnior à prefeitura de São Luís confirmou o apoio popular ao espírito de mudança política. Com mais de três mil pessoas, o ginásio do Colégio Dom Bosco foi palco do primeiro passo para a construção de um novo modelo de administração pública na capital, liderada por Edivaldo Holanda Júnior.
Com o apoio do PCdoB, PDT e PRTB, a candidatura petecista apresentará a partir de 6 de julho o projeto de mudança defendido pelos partidos de oposição a João Castelo (PSDB) e Roseana Sarney (PMDB).
“O que propomos é a superação de velhas práticas. Nunca fui político de gabinete, mas de percorrer os bairros e conversar com cada um dos cidadãos (...) É inadmissível o descaso com que nossa cidade e nosso estado vêm sendo tratados, descaso com que a prefeitura de São Luís tem tratado cada problema de nossa cidade,” disse.
Edivaldo Holanda Júnior sabe que a disputa pela prefeitura será difícil, já que a candidatura de oposição terá de enfrentar duas outras montadas no poder público. “Os poderosos tentam, a tudo custo, diminuir nossa candidatura. Mas nós somos grandes. Enquanto eles confiam no poder e no dinheiro, eu confio em Jesus Cristo, é Ele que nos dará essa vitória. Nós vamos marchar contra essa máquina eleitoral e eles não resistirão ao nosso movimento e ao poder de Deus.”
Para o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), a vitória de Edivaldo Holanda Júnior será a primeira vitória de uma batalha política esperada por todo o Brasil. “São 50 anos de domínio que atrasam o nosso estado. 2014 é logo ali na esquina e eu terei o próximo prefeito de São Luís no meu palanque,” disse Flávio. Ele disse ainda que participará ativamente das eleições em São Luís:
“Muita gente achava que eu não deveria participar das eleições, que eu deveria me esconder. Mas esse não seria o Flávio Dino. O Flávio tem lado, eu quero o melhor para o povo de São Luís e do nosso Maranhão, romper com as práticas políticas atrasadas. Os poderosos fazem de tudo para impedir a vitória de Edivaldo Holanda Júnior. Sarney não quer a candidatura de Edivaldo Holanda Júnior. E se Sarney não quer, é porque estamos no caminho certo,” asseverou Flávio Dino.
Na convenção, foram apresentados os dois eixos principais da candidatura de Edivaldo Holanda Júnior. A primeira delas é fazer o governo para os que mais precisam; a segunda, fazer um governo de diálogo, com a participação da população de São Luís na apresentação dos problemas que mais lhes aflige.
Candidatos a vereador e lideranças políticas dos partidos de oposição unidos em torno da candidatura de Edivaldo Holanda Júnior estiveram presentes junto à população na confirmação da aliança.
 
 
Da Vermelho / Maranhão

sexta-feira, 29 de junho de 2012

As Fotos e o Fato

Foto: CONVEÇÃO DE ZÉ HENRIQUE E J. J. PEREIRA

Foto



Foto retirada do Facebook (leônidas)

Em Caxias Léo Coutinho tem candidatura a prefeito homologada



Léo Coutinho ladeado por Flávio Dino e Zé Martins
Aconteceu na manhã de hoje (29) no Ginásio de Esportes Governador João Castelo, em Caxias, a convenção do PSB, que indicou o nome do advogado Léo Coutinho candidato a prefeito e do empresário Zé Martins como vice, para concorrerem à sucessão do médico Humberto Coutinho.
Simpatizantes lotaram a ginásio de esportes
Mais de 8 mil caxienses prestigiaram o evento que contou com as presenças dos deputados estaduais Rubens Júnior (PC do B), Luciano Leitoa(PSB) e Cleide Coutinho (PSB), Prefeita de Matões, Suely Pereira, do presidente da Embratur,  Flávio Dino, de lideranças políticas e candidatos a vereador da coligação PSB, PP, PPS, PR,PHS, PC DO B,PSDC, PT do B, PDT, PRB e  PSL.

Caravanas de todas as regiões do município

Sessões do Tribunal Regional Eleitoral iniciará em julho no dia 5


As sessões ordinárias do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão de julho começam no dia 5, sempre a partir das 15h.
Com essa, somam-se em 8 o número de vezes que a Corte irá reunir-se no mês para realizar julgamentos de petições, embargos declaratórios, agravos, recursos criminais, prestação de contas, dentre outros processos, que são de sua competência analisar.

As demais sessões ocorrerão nos dias 10, 11, 12, 25, 26, 30 e 31. Caso haja necessidade, o pleno pode decidir por marcar sessões extraordinárias.
ASCOM

TSE libera candidatura de políticos com contas de campanha reprovadas

Aiuri Rebello e Felipe Amorim
Do UOL, em São Paulo
Os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiram nesta quinta-feira (28) que a aprovação das contas eleitorais apresentadas em eleições passadas não será exigida para o registro da candidatura nas eleições municipais de outubro. A medida pode beneficiar ao menos 21 mil candidatos que não tiveram suas contas de campanha aprovadas em 2010, segundo estimativa do gabinete da presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia.

VEJA O PLACAR DA VOTAÇÃO

MINISTROSA FAVORCONTRA
Nancy Andrighi X
Cármen Lúcia X
Marco Aurélio X
José Antonio Dias ToffoliX 
Henrique NevesX 
Gilson DippX 
Arnaldo VersianiX 
A decisão foi tomada por quatro votos a favor e três contra, e revoga a decisão de 1º de março do próprio TSE, que condicionava a emissão da certidão de quitação eleitoral à aprovação das contas de campanha. A certidão é fundamental para os políticos obterem o registro das candidaturas. Para analistas políticos ouvidos pelo UOL, a decisão é um retrocesso.
O julgamento havia começado na terça-feira (26) e foi interrompido por um pedido de vistas do ministro José Antonio Dias Toffoli quando a votação estava com um placar de três votos favoráveis à anulação da resolução e dois contra.
Após o pedido de vistas de Toffoli, a ministra Carmén Lúcia adiantou seu voto e acompanhou o voto da relatora do caso, ministra Nancy Andrighi, contra a revogação, o que havia deixado a votação empatada. Nesta quinta-feira, Toffoli apresentou seu voto, a favor da revogação.

Caso a resolução seja revogada, viveremos o inverno da nossa desesperança

Marco Aurélio Mello,ministro do TSE, ao citar o escritor norte-americano John Steinbeck durante seu voto
De acordo com o relator, seria injusto impedir a candidatura de políticos que tiveram contas reprovadas por erros menores na apresentação dos gastos e receitas de campanha. Para ele, isso colocaria no mesmo patamar quem teve as contas reprovadas por motivos graves, como o abuso de poder econômico, e quem não teve as contas aceitas por motivos menos sérios.
"As contas apresentadas desacompanhadas de documentos que comprovem sua veracidade, apresentadas de maneira fajuta, devem ser consideradas não prestadas", disse Toffli ao apresentar seu voto a favor dos "conta suja" nesta quinta-feira.

Histórico

O julgamento das chamadas candidaturas "conta suja" voltou ao TSE após 14 partidos entrarem com um recurso contra a resolução original do TSE, que fixou a exigência.

As contas apresentadas desacompanhadas de documentos que comprovem sua veracidade, ou seja, apresentadas de maneira fajuta, devem ser consideradas não prestadas

José Antonio Dias Toffoli,ministro do TSE, ao justificar seu voto a favor dos "conta suja"
O pedido de reconsideração foi apresentado pelo PT e depois assinado por outros 13 partidos: PMDB, PSDB, DEM, PTB, PR, PSB, PP, PSD, PRTB, PV, PCdoB, PRP e PPS.
As siglas defendiam que a exigência da aprovação das contas não é determinada por lei e que as penalidades pela reprovação da contabilidade eleitoral só podem ser aplicadas após a instauração de processo judicial.
A ministra Nancy Andrighi propôs uma reforma para a manutenção do dispositivo, que não foi aceita no plenário.
O ministro Marco Aurélio Mello acompanhou o voto da relatora. "Caso a resolução seja revogada, viveremos o inverno da nossa desesperança", afirmou o ministro.
Os ministros Henrique Neves, Gilson Dipp e Arnaldo Versiani votaram a favor do pedido dos partidos políticos.

Idas e vindas

Nas últimas eleições, o TSE exigia apenas a apresentação da prestação das contas de campanha para a obtenção da certidão de quitação eleitoral, sem a exigência de que as contas tivessem sido aprovadas.
As votações sobre a questão no tribunal, porém, nunca foram unânimes.
Em 2009, a jurisprudência do TSE foi fixada na lei nº 12.034, que determinou que para obter a certidão de quitação eleitoral seria exigido, entre outros pré-requisitos, era necessária "exclusivamente" a "a apresentação de contas de campanha eleitoral". A lei não fez nenhuma referência explícita sobre a aprovação das contas.
Este entendimento jurídico continuou a ser aplicado pelo TSE também nas eleições de 2010.
A proposta para que a aprovação das contas eleitorais fosse determinante para o registro da candidatura foi apresentada no TSE em fevereiro deste ano pelo ministro Arnaldo Versiani, que relatou o caso.
A inovação foi rejeitada pelo ministro Gilson Dipp, que votou contrário ao relator. “Ficou muito claro que a vontade do legislador realmente foi a de limitar [a emissão da certidão] apenas à apresentação e não necessariamente à aprovação [das contas]”, afirmou o ministro, na sessão do TSE de 28 de fevereiro.
Com a retomada do julgamento, em 1º de março, o TSE publicou a resolução que exige a aprovação das contas eleitorais para obter a certidão de quitação eleitoral e com ela o registro da candidatura.
“O candidato que foi negligente e não observou os ditames legais não pode ter o mesmo tratamento daquele zeloso que cumpriu com seus deveres. Assim, a aprovação das contas não pode ter a mesma consequência da desaprovação”, afirmou a ministra Nancy Andrighi ao declarar seu voto, no julgamento de março.

Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados aprovou em 22 de maio um projeto de lei (PL 3839/2012) que permite aos políticos conseguirem o registro de suas candidaturas mesmo com as contas eleitorais rejeitadas. O projeto foi aprovado com o apoio de todos os partidos, à exceção do PSOL.
A proposta seguiu para o Senado, onde ainda deve ser votada. Caso seja aprovada, só vira lei depois da sanção da presidente Dilma Rousseff. Mesmo que seja aprovada e sancionada antes do prazo final para o registro de candidaturas, a lei não deve ser aplicada ainda nas eleições deste ano.
Isso porque a Constituição determina que toda lei que modificar as regras do processo eleitoral só será aplicada nas eleições realizadas um ano após sua entrada em vigor. Cada caso específico, no entanto, deve ser decidido pelo TSE.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Aliança politica entre Raimundinho Silveira e J.J Pereira, em Parnarama.


COM EXCLUSIVIDADE
Terminou agora pouco, na cidade de Parnarama, a reunião que sacramentou a aliança politica do atual prefeito Raimundo Silveira, PMN, e do ex-deputado Estadual e então pré-candidato a prefeito no município, João José Pereira dos Santos, o J. J Pereira, PMDB.
A reunião politica que formalizou o acordo, entre o Prefeito Raimundo Silveira, e J.J. Pereira, aconteceu no escritorio do estabelicimento comercial do seu filho, Jota Junior, Tencol onde vende materail de construção, em Parnarama.
O acordo coloca JJ Pereira na condição de pré candidato a vice – prefeito do pre – candidato a prefeito José Henrique. JJ Pereira (vice) e Zé Henrique (prefeito) serão homoogados candidatos amanhã, na grande convenção, com o total apoio do prefeito por quatro vezes em Parnarama, Raimundo Silveira.
Terminou agora pouco, na cidade de Parnarama, a reunião que sacramentou a aliança politica do atual prefeito Raimundo Silveira, PMN, e do ex-deputado Estadual e então pré-candidato a prefeito no município, João José Pereira dos Santos, o J. J Pereira, PMDB.
A reunião politica que formalizou o acordo, entre o Prefeito Raimundo Silveira, e J.J. Pereira, aconteceu no escritorio do estabelicimento comercial do seu filho, Jota Junior, Tencol onde vende materail de construção, em Parnarama.
O acordo coloca JJ Pereira na condição de pré candidato a vice – prefeito do pre – candidato a prefeito José Henrique. JJ Pereira (vice) e Zé Henrique (prefeito) serão homoogados candidatos amanhã, na grande convenção, com o total apoio do prefeito por quatro vezes em Parnarama, Raimundo Silveira.

Portal Leste Maranhense


Amanhã dia 29/06 irá Acontecer a Convenção dos Partidos aliados ao Prefeito de Parnarama

Com a confirmação agora a pouco pela candidatura de Ze Henrique a prefeito,  irá acontecer amanhã sexta (29/06/2012) a Convenção dos Partidos aliados ao grupo do Prefeito Raimundo Silveira, o evento tera  inicio às 17:00h no Ginásio de Esportes Higino Gomes, localizado no bairro Agrovema. Os partidos que fazem parte da base governista e que estarão na convenção oficializando as candidaturas de prefeito em nome do Zé Henrique, vice-prefeito em nome de Remildo Fonseca e vereadores serão os seguintes: PMN, DEM, PR, PRP, PRB e PHS.Segundo informações obtidas por este blogueiro, esta será uma das maiores convenções já realizadas no município, Raimundo Silveira conta com o apoio de 06  dos 09 vereadores e muitas lideranças políticas e comunitárias.


parnarama.blog.com

Banda Xenhenhem Botou pra dançar os palmeiraisenses nos 118 anos da cidade


Na noite do dia 26 de junho depois do culto evangélico a banda Xenhenhem de Teresina com integrantes de Palmeirais, o guitarrista e o baixista são da Tranqueira zona rural de Palmeirais.
O povo aprovou a banda que tocou de tudo um pouco e fez a multidão presente dançar até as 3h da madrugada, e assim terminou o dia de Palmeirais, 118 anos de emancipação Política, Parabéns terra querida.




























Suspenso julgamento de Adin que questiona criação de municípios

Até o momento, treze desembargadores votaram pela procedência da ação.


Divulgação/TJ-MA




SÃO LUÍS - O julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) ajuizada pela seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MA) contra a Resolução n.º 618/2011 da Assembleia Legislativa, que regulamenta a criação de novos municípios, foi suspenso nesta quarta-feira (27), no Tribunal de Justiça (TJ-MA), em razão de questão de ordem levantada pelo desembargador Joaquim Figueiredo.

Até o momento, treze desembargadores votaram pela procedência da ação, para declarar a inconstitucionalidade da resolução do Legislativo estadual, dez votaram pelo não conhecimento – que equivale a não receber a ação - e houve um voto pela inconstitucionalidade de apenas parte da norma.

Autor deste único voto pela procedência parcial, Joaquim Figueiredo pediu que o plenário fosse consultado se o quórum de votação deverá levar em conta o número de membros do TJ-MA à época do início do julgamento, 24, ou se de 27, incluindo as vagas já preenchidas pelos desembargadores Vicente de Paula Castro e Kleber Carvalho, além do cargo também criado, mas ainda não preenchido, destinado a representante da OAB, pelo quinto constitucional. A questão de ordem será apreciada na próxima sessão jurisdicional.

Afronta

Nesta quarta-feira, os desembargadores Paulo Velten e Anildes Cruz, que haviam pedido mais tempo para analisar o processo, votaram pela procedência da ação com consequente inconstitucionalidade da Adin, mesmo entendimento do relator, desembargador Bernardo Rodrigues.

Velten argumentou que a norma editada já fala em prazos e disse não ter dúvida de que deu início a processo de criação de municípios, em afronta às constituições Federal e do Estado. Anildes Cruz considerou evidente a violação dos textos constitucionais.

Os desembargadores Raimundo Melo, José Luiz Almeida, Vicente de Paula e Kleber Carvalho, também, votaram pela inconstitucionalidade da resolução, entendimento que já haviam tido os desembargadores Bayma Araújo, Lourival Serejo, Raimundo Nonato de Souza, Jaime Araújo, Stélio Muniz e Jamil Gedeon.

Na sessão passada, o desembargador Marcelo Carvalho Silva votou de acordo com divergência iniciada pela desembargadora Cleonice Freire, cujo entendimento é de que o assunto não deveria ser objeto de Adin.

Silva considerou que a resolução tem o propósito de poupar tempo e dinheiro público, ao estabelecer critérios para estudos de viabilidade municipal, não sendo destinada a estabelecimento de prazos, nem à criação de municípios.

Na ocasião, o desembargador Benedito Belo mudou o voto e acompanhou a primeira divergência, mesmo entendimento dos desembargadores Jorge Rachid, Nelma Sarney, Raimundo Freire Cutrim, Maria dos Remédios Buna, Raimunda Bezerra, Fróz Sobrinho e presidente Guerreiro Júnior.

OAB

O entendimento da OAB-MA é de que a resolução da AL-MA é inconstitucional, porque a Constituição Federal determina a exigência de edição de lei complementar federal, a fim de estabelecer prazos para a criação de municípios.

Acrescentou que o Supremo Tribunal Federal (STF) fixou prazo para o Congresso Federal criar a lei, o que até hoje não foi cumprido. Argumentou que a omissão federal não pode ser substituída por resolução administrativa.

Assembleia

O procurador da Assembleia Legislativa, Djalma Brito, sustentou que a resolução estabelece prazos somente no âmbito da própria Assembleia Legislativa. Segundo ele, o ato do legislativo, em momento algum, determina prazo para criação de municípios.

Ministério Público

O parecer do Ministério Público, assinado pelo procurador de Justiça Eduardo Nicolau, foi pela inconstitucionalidade da resolução. O entendimento da Procuradoria Geral de Justiça é de que a Assembleia Legislativa carece de competência para regular a matéria e, mesmo que tivesse, jamais poderia fazê-lo por meio de resolução.
 

Prefeituras são processadas por falta de combate ao trabalho infantil no MA


Municípios maranhenses estão sendo processados porque não cumpriram os Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) nos quais se comprometeram a combater a exploração do trabalho infantil, como mostrou a reportagem de Élbio Carvalho exibida no JMTV 2ª Edição de hoje (27).

Hoje, 60 mil menores de 18 anos trabalham no Estado. A discussão sobre o trabalho infantil ganhou força com a divulgação dos resultados do Censo de 2010, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Maranhão é o 7º colocado na lista dos Estados brasileiros com maior incidência de trabalho infantil, com mais de 1 milhão de habitantes, São Luís tem 88.534 crianças e adolescentes com idade entre 10 e 14 anos. Delas, 3.272 ou 3,7% trabalham.

O problema maior está no interior do Estado. Os piores indicadores aparecem nos municípios criados há menos de 30 anos. São Francisco do Maranhão com 22,93%, Brejo de Areia, 23,04% e Paulino Neves no topo com 30,45%, encabeçam o ranking do trabalho infantil, um problema social grave que levou a Procuradoria Regional do Trabalho a apertar o cerco contra os gestores municipais.

O trabalho resultou na assinatura de quase 100 TACs que exigiam a aplicação de políticas públicas para mudar o quadro. Mas, por descumprimento, muitos termos acabaram virando processos, segundo a procuradora do Trabalho, Virgínia Saldanha, porque, até hoje, nenhuma providência foi tomada.

coroata Online MA
Via G1 Maranhão

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Três prefeituras do MA são citadas no depoimento da mulher de Fábio Brasil


A situação de alguns prefeitos no decorrer dos depoimentos colhidos pela comissão de delegados que investiga o caso Décio vai se complicando cada vez mais.
Na última quarta-feira, 20, Patrícia Gracielli Aranha Martins – mulher do “empresário” Fábio Brasil, que foi executado em Teresina –, prestou depoimento para uma equipe composta por um promotor de Justiça, dois delegados, e um escrivão do Maranhão, no município de Timon.
No depoimento, a mulher de Fábio revela como funciona todo esquema dos superfaturamentos entre agiotas e gestores públicos. O esquema é escandaloso e envolve gerentes do Banco do Brasil.
Patrícia Aranha cita, pelo menos, os nomes de três prefeituras do Maranhão que tinha envolvimento direto com agiotas na venda de merenda escolar.
Em uma delas, a mulher de Fábio Brasil cita o nome de Marconi Bimba, prefeito do município de Rosário. Segundo a ela, “Bimba mantinha contato diretamente por meio do telefone de Fábio Brasil”.
A empresa da mulher de Fábio, que era controlada por agiotas, fornecia merenda escolar para prefeitura de Rosário. A situação de Marconi Bimba e de outras prefeituras atreladas à agiotagem é complicada.
O esquema da quadrilha funcionava na troca de notas ficais e recebimentos de recursos de merenda escolar. Calcula-se que o rombo seja de milhões.
Luis Pablo

Prefeito de Parnarama diz que a Candidatura de Zé henrique está Confirmada


Foto: Eleições 2012
Parnarama-MA
O grupo político do prefeito Raimundo Silveira afirmou hoje (26/06), que manterá sim a pré-candidatura do Vereador Zé Henrique, à sua sucessão.
Essa afirmação veio porque ao longo desta semana, surgiram algumas especulações de que poderia haver uma possível mudança na chapa de pré-candidato a prefeito pelo partido o (PMN).
 Mais segundo o prefeito, essas informações não são verídicas, e afirmou também que manterá sim, José Henrique, como pré-candidato, à sua sucessão

Fonte: Parnaramanews.comEleições 2012
Parnarama-MA

O grupo político do prefeito Raimundo Silveira afirmou ontem (26/06), que manterá sim a pré-candidatura do Vereador Zé Henrique, à sua sucessão. Essa afirmação veio porque ao longo desta semana, surgiram algumas especulações de que poderia haver uma possível mudança na chapa de pré-candidato a prefeito pelo partido o (PMN). Mais segundo o prefeito, essas informações não são verídicas, e afirmou também que manterá sim, José Henrique, como pré-candidato, à sua sucessão.

Fonte: Parnaramanews.com
Acessória de comunicação do prefeito

Últimos dias para Realização de Convenções e em Parnarama tudo Pode Acontecer Inclusive Nada

Nem tudo está decidido na pré candidatura dos candidatos da situação em Parnarama-MA

faltando apenas 4 dias para a finalização do prazo para a realização das convenções partidárias para a escolha de candidatos aos cargos eletivos nas eleições municipais que se aproximam o que se configurava como concreto agora começa a surgir como surpresas.
Estava tudo certo para que Zé Henrique que é parente do Prefeito,  ser o candidato a prefeito escolhido pelo próprio prefeito, assim sendo o representante do grupo politico e o Remildo Fonseca ser o candidato a vice compondo assim uma chapa que alegrava ao prefeito e seus familiares.

Até ai tudo bem, porem já corre na cidade uma informação de que devido o alto índice de rejeição do prefeito e os baixos  números das pesquisas já realizadas pela situação tornando assim inviável a sua candidatura fizeram com que o grupo optasse por um outro nome que seria o Remildo Fonseca.

o fato é que não está decidido ainda quem será o candidato da situação pois haverá uma reunião ainda essa semana para decidir quem será mesmo o candidato pois falta poucos dias para a finalização das convenções, no entanto a convenção dos partidos que compõe a base de sustentação ao governo municipal está marcada para o dia 29 de junho ultimo dia de Arraía do Mexe Mexe.
Essa semana tudo pode acontecer inclusive nada... e os nomes serem mantidos..



terça-feira, 26 de junho de 2012

Começou no dia 24 o tradicional Arraial de Parnarama-MA

Folha do Maranhão

Segundo Prefeito Raimundo Silveira, o arraial já é realizado há 30 anos, e terá 06 dias de duração.


 Teve inicio no dia 24 o tradicional arraial de Parnarama-MA, segundo o Prefeito Raimundo Silveira, o arraial é realizado a mais de trinta anos. Este ano a festa terá 06 dias de duranção, com várias bandas de fora.


Uma das equipes de cobertura e expansão do Portal FolhaMaranhao.com esteve ontem na cidade de Parnarama para conferir a animação e expectativa do povo, e os preparativos para do evento.
A população está animada e é grande a movimentação do comércio local, e principalmente das quadrilhas juninas de Parnarama, que disputarão o arraial com quadrilhas de todo Piauí e Maranhão.
O arraial também terá a apresentação dos tradicionais bois, inclusive de vários grupos de São Luís, e muito baião, forró, e xote animando as 10 noites.

Emendas ao Plano de Cargos chegam à AL; aumento a militares só em 2015

por
Como antecipou o blog, o reajuste a policiais e bombeiros militares do Maranhão ficou mesmo só para 2015, de acordo com as tabelas encaminhadas pelo Governo do Estado com as alteração que faltavam ser feitas no Plano de Carreiras e Cargos do Estado (PGCE).
Os ajustes foram feitos para corrigir detalhes nos subsídios dos agentes e delegados da Polícia Civil e na remuneração dos servidores da Fazenda Estadual.
Sob a forma de emenda aditiva, as alterações já poderão ser votadas, juntamente com o PGCE inteiro, nesta terça-feira (26), caso as comissões técnicas emitam parecer favorável às modificações ainda pela manhã.
No caso dos militares, a tabela que complementa o reajuste acordado durante a greve do ano passado foi encaminhada ao Legislativo em forma de um novo projeto de lei isolado, que também já pode ser apreciado e votado hoje dependendo da velocidade do trabalho das comissões.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Indefinições, Causam Expectativa para Confirmação dos Candidatos da Base Aliada ao Cargo Majoritário em Parnarama - MA


Semana de muita expectativa para a confirmação ou não das candidaturas de Zé Henrique e Remildo Fonseca para vice. a convenção estar marcada para o dia 29 de junho. na semana passada houve uma reunião com os partidos da base de apoio ao prefeito, no entanto o conteúdo que foi veiculado nessa reunião não agradou de nada ao prefeito pois as conversas que surgiram foi que o grupo que o prefeito pensava que tinha na mão se rebelou e não aceitou o Zé Henrique como seu sucessor pois ele está de mal a pior nas pesquisas causando um desconforto na base abrindo assim uma possibilidade ao nome de Remildo Fonseca para disputar ao cargo de prefeito. segundo o que apurado pelo blog terá uma reunião ainda essa semana para definir e resolver todas as arestas que foram deixadas nessa reunião. agora é esperar pra ver.